Ir para o conteúdo

Prefeitura de Macatuba - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura de Macatuba - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Instagram
Rede Social Facebook
Rede Social YouTube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
12
12 NOV 2021
Prefeitura de Macatuba quer retomar área do CEC
enviar para um amigo
receba notícias
Clube Esportivo e Cultural apresenta má conservação e estado de abandono; prazo para desocupação é de 60 dias
A Prefeitura de Macatuba, através de seu departamento jurídico, publicou no Diário Oficial ontem uma notificação extrajudicial para retomada da área onde está localizado o CEC (Clube Esportivo e Cultural). O espaço vem sendo alvo de críticas dos munícipes por apresentar má conservação e estado de abandono. O prazo inicial para desocupação é de 60 dias.
O imóvel de 30 mil metros quadrados foi doado pela Prefeitura através de duas leis, nos anos de 1971 e 1972, para que o CEC desempenhasse as atividades para as quais foi criado pelo prazo de 30 anos. No entanto, conforme certidão expedida pelo Cartório de Registro de Títulos e Documentos de Macatuba, não foi encontrada qualquer escritura pública de doação do município em favor do Clube. Além disso, o prazo dado pela Prefeitura já se encontra expirado.
Embora houvesse autorização legal, a doação com encargos nunca foi concretizada em favor da agremiação, razão pela qual a área em questão pertence ao Poder Público Municipal, inexistindo título jurídico que fundamente o uso da área pública por entidade particular, e que, portanto, está sendo ocupada irregularmente à luz do que preceitua a legislação em vigor e os princípios constitucionais que regem a Administração Pública.
Ainda de acordo com a notificação, o CEC está inadimplente de contas de água, datadas da época em que o serviço ainda era explorado pela SABESP, e não efetuou o recolhimento de contribuições ao FGTS (Fundo de Garantia). “Constatou-se, também, que, há mais de cinco anos não há registro no cartório competente da eleição e nomeação da diretoria do Clube, carecendo, pois, atualmente, de representação legal. Além disso, o estado das dependências do imóvel é de abandono, não havendo realização de quaisquer medidas de manutenção, conservação ou reparos, nem tampouco atividades de cunho recreativo, cultural ou esportivo em favor de associados”, completa a notificação.
 
Reclamações são constantes
A Prefeitura de Macatuba tem recebido diversas reclamações a respeito da conservação do CEC. Nas redes sociais, circulam fotos do local com mato alto, piscinas sujas e construções destelhadas. Como consequência, o local corre o risco de se tornar criadouro de pragas, como ratos e baratas, além do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.
“Sou de uma geração que cresceu no Clube, passei minha infância e adolescência ali. Mas é fato que, hoje, a realidade é bem diferente. Temos recebido relatos de cidadãos sobre a situação de abandono e o que isso tem causado, como a calçada praticamente sem condições de ser utilizada em vários pontos, mato alto e a proliferação de insetos e outras pragas. Desde o início, acionamos o nosso departamento jurídico para analisar a situação e o que poderia ser feito. Queremos resgatar um patrimônio que é do povo macatubense e colocá-lo à disposição da nossa população. Essa é a melhor saída”, completa o prefeito de Macatuba, Anderson Ferreira.
 
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia